Como anda sua rotina de self-care?

E aí, turma. Tudo bem com vocês!?

Outro dia estava eu a peregrinar na timeline do Instagram, quando me deparei com um post fofinho sobre autocuidado (ok, a memória me traiu, não lembro onde vi, mas que era um bom post, era…). Ultimamente tenho observado o ambiente virtual se tornar tão hostil, que achei um bom momento para escrever esse post e reforçar o quão importante é a gente se cuidar da melhor forma possível.

Mesmo estando imersos numa rotina diária que mais parece uma maratona de tantos compromissos e responsabilidades pessoais/profissionais, não custa nada cultivar alguns hábitos que podem melhor (e muito) nossa qualidade de vida, não é? De acordo com o Portal IBC, “autocuidado significa cuidar de si mesmo. Quando se fala em ter hábitos de autocuidado, fala-se em  estar atento às próprias necessidades e buscar desenvolver hábitos que visam o próprio bem-estar.”

Algumas dicas são super simples, quando colocada em práticas trazem benefícios extremamente positivos:

– Pratique atividades físicas regularmente;

– Cuide do seu corpo, da sua mente e mantenha sua saúde em dia;

– Evite ambientes onde você não se sente confortável;

– Cuide de sua alimentação, evite ingerir comida que faz mal ao seu corpo;

– Passeie, viaje e reencontre pessoas com quem você gosta de estar;

– Cuide do seu sono, ele te dará disposição para uma rotina de atividades diárias;

Ah, aqui no site O SEGREDO tem um post interessante com 35 maneiras simples e poderosas de praticar o autocuidado.

Oscar dos memes 2018

E aí, turma. Tudo bem com vocês?

2018 chegando ao ao final e com ele uma enxurrada de memes que viralizaram durante o ano. É impressionante como a cada ano que passa a quantidade de informações triplica. Alguns desses eu já nem lembrava mais. Vem ver a retrospectiva de memes de 2018:

– “É verdade esse bilete”

– “Esse salgado aí é de quê?”

– “Iti Malia”

– “Meu consagrado”

– “É __ que chama?”

– POC

– “Levanta a cabeça, princesa”

– “Bom dia Brasil, boa tarde Itália”

– Feiticeiro do Hexa

– Canarinho Pistola

– Neymar caído em campo

– “Deus me livre, quem me dera”

O dia da Consciência Negra é lei e tem história

Na década de 1970, um grupo de quilombolas no Rio Grande do Sul cunhou o dia 20 de novembro como o Dia da Consciência Negra: uma data para lembrar e homenagear o líder do Quilombo dos Palmares, Zumbi, assassinado nesse dia pelas tropas coloniais brasileiras, em 1695. A representação do dia ganhou força a partir de 1978, quando surgiu o Movimento Negro Unificado no País, que transformou a data em nacional.

Segundo a historiadora da Fundação Cultural Palmares, Martha Rosa Queiroz, a data é uma forma encontrada pela população negra para homenagear o líder na época dos quilombos, fortalecendo assim mitos e referências históricas da cultura e trajetória negra no Brasil e também reforçando as lideranças atuais. “É o dia de lembrar o triste assassinato de Zumbi, que é considerado herói nacional por lei, e de combate ao racismo”, afirma. A lei federal de 2011 (12.519) institui o 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra. A adoção dos feriados fica por conta de leis municipais. Diversas atividades são realizadas na semana da data como cursos, seminários, oficinas, audiências públicas e as tradicionais passeatas.

O Quilombo dos Palmares ficava onde hoje se encontra o estado de Alagoas e é considerado o maior quilombo territorial e temporal do Brasil, pois durou cerca de 100 anos. Em seu auge, chegou a abrigar de 25 mil a 30 mil negros. “Funcionava como um Estado dentro de outro Estado. Os negros fugiam do sistema escravista e se refugiavam em uma área de difícil acesso, mas com solo muito rico”, conta.

Mas como a comunidade dos quilombos conseguiu resistir por um século contra o exército brasileiro, que utilizou canhões pela primeira vez em tentativas de destruir o quilombo? “O quilombo possuía um corpo bélico, com armas adquiridas por meio de trocas com fazendeiros do entorno, pela comida que produziam e também por assaltos’, explica Martha.

O quilombo também contava com uma rede de informação grande, onde negros ainda na condição de escravos passavam informações antes das tropas chegarem ao local. A prática de guerra adotada era a guerrilha, quando o atacado recua antes do inimigo chegar, deixando o local vazio. “No mundo, existem outras experiências de quilombos e utilização de datas importantes da cultura negra. Mas o Brasil se destaca pelo uso que faz do 20 de novembro e pela dimensão que ele tomou”.

(Via: Site Terra)

[PAPO SÉRIO] Vai filmar teu professor pra expor ele na internet?!

01

Vai filmar teu professor pra expor ele na internet?! Então faz um favor, meu anjo: vira a câmera para o formato selfie e mostra também que você passa a aula inteira mexendo no celular.

Filma por favor quando tiver colando na hora da prova, ou quem sabe a hora que pede pra ir ao banheiro mas fica passeando porque não tá afim de ver a aula.

Seria legal ver imagens da turminha do fundão que se acha engraçadíssima, mas que não consegue sequer fazer uma redação de 30 linhas pq não tem conteúdo suficiente pra falar sobre o tema proposto.

Pensando bem, será que dá pra filmar também aquela parte que você transa no banheiro da escola? Ou aquele trago no cigarrinho lá (aquele que seu papai nem desconfia que tu fuma) depois da aula?

Bom, deixa pra lá… É melhor filmar mesmo só o esforço do seu professor em te tornar um ser humano digno de um futuro melhor!

02

#DiadosProfessores

Eu juro que ainda lembro da minha primeira professora no pré-escolar, a Tia Elle (era alta, magra e tirava pele que ficava solta nos meus dedos sem que eu sentisse dor <3 ). Eu tive muuuuuuitos professores sensacionais, incontáveis praticamente. Mas eu tenho uma professora pra chamar de “minha”. Aliás, eu sempre tive uma irmã professora, pois nossas primeiras brincadeiras eram sempre de escolinha (mesmo que Pedro e eu não estivéssemos com vontade de estudar hahaha).
Eu sei de uma pequena parte do seu esforço em se tornar professora e posso dizer que não foi nem um pouco fácil. Assim como não é fácil a vida de quem escolhe educar por amor. Só mesmo o amor é o combustível para escolher uma profissão tão absurdamente desqualificada e desrespeitada em todos os sentidos. À minha irmã, aos meus amigos e a todos aqueles que seguir nesta profissão que é a mãe de todas as outras profissiones, minha eterna gratidão! PARABÉNS, PROFESSORES!

“Quando a educação não é libertadora, o sonho do oprimido é ser o opressor.” — Paulo Freire

Conheça as 10 músicas mais ouvidas no Spotify nos últimos dez anos

Completando sua primeira década de história, a plataforma de streaming Spotify possui atualmente 180 milhões de usuários e está está presente em  65 países. Vem conferir a lista das faixas mais ouvidas durante esse período (exceto o ano de 2018):
2008
The Killers – Human

2009
The Black Eyed Peas – I Gotta Feeling

2010
Eminem, Rihanna – Love The Way You Lie

2011
Don Omar, Lucenzo – Danza Kuduro

2012
Gotye, Kimbra – Somebody That I Used To Know

2013
Macklemore & Ryan Lewis – Can’t Hold Us

2014
Pharrell Williams – Happy

2015
Major Lazer, MØ, DJ Snake – Lean On

2016
Drake – One Dance

2017
Ed Sheeran – Shape of You