[PAPO SÉRIO] Gente que atrasa o mundo…

01

Fortaleza, sexta 28 de julho de 2017
É tão somente uma sexta como qualquer outra. Dezenas de pessoas se enfileira e se assemelham a bois num curral, sonolentas, apressadas e ansiosas ao contar cada minuto que falta para o início do expediente de trabalho.
Simbolicamente a fila se propõe a organizar a entrada, o que não quer dizer que na pratica vá funcionar quando se tem enorme contingente de passageiros para um ônibus com lugares limitados, partindo desse princípio é evidente que algumas pessoas não irão sentadas.
O ônibus se aproxima e o distinto senhor de camisa sem mangas e boné, aparentemente com idade entre 30 e 40 anos, provavelmente se considera mais astucioso e esperto que os demais ali presentes. Desloca-se simultaneamente ao ver o ônibus se aproximar, se arremessa na frente de uma moça (que a esta altura deve mentalmente experimentar um mix de surpresa e aborrecimento já que não consegue impedi-lo de passar) e senta confortavelmente em uma das cadeiras disponíveis.
Certamente deve ter pensado: “tão somente por hoje não irei para trabalhar em pé”. Eu, o julgador da vida alheia e observador de todas as coisas penso: “será mesmo que ele acha vantagem desrespeitar o senso de coletividade pra tirar vantagem própria?”
A esta altura se você me lê já deve ter pensado a necessidade de toda esta problematização por conta de uma simples furada de fila. Faz um mínimo de sentido se não fosse cotidiana esse tipo de atitude. Descumprir com processos básicos de organização para que vivamos melhor em sociedade. Além do mais atrapalha, encho saco e representa gastos na minha vida (e na sua também).
O que me parece é que o tão conhecido “jeitinho brasileiro” tem nos custado muito caro. E já que é pra problematizar, não custa ir direto ao ponto pra lembrar que comportamento de nossos políticos em ‘serem espertos’ durante negociatas regadas a propinas, somado ao pensamento de querer levar uma vida mais confortável que o resto da população, tem levado o país à ruína.
Do micro ao macro, esse tipo de questão tem me incomodado e me preocupado nos últimos anos por dois motivos bem simples: o desequilíbrio causado quando nós extrapolamos a tênue fronteira de onde termina meu dever e começa o direito do próximo bem como o fato de levar muito a sério a lei de ação e reação.
No fim tudo fica o questionamento: é realmente proveitoso e inteligente praticar essas pequenas espertezas do dia a dia?

02

971161_10151593660347426_640411246_n

[PAPO SÉRIO] #DiaDosAvós

01
A velha mais linda do sistema solar! Tenho orgulho de ter sido um “neto criado com avó” (mas, sem ser desses que se apelida como “leite com pêra”), que aliás era mais que avó… Se eu fosse criar parágrafos para contar cada história da ‘Dona Carmô’ eu passaria meses aqui escrevendo coisas maravilhosas que pude ver, ouvir e aprender com esta senhora. Começo a lembrar e me dá logo vontade sorrir, com ela não tinha meio termo, ou você amava ou detestava.

971161_10151593660347426_640411246_n(Imagem: Arquivo Pessoal)

Que prazer imenso ter uma avó que ia para as festas de aniversário e trazia a bolsa cheia de bolo, lembrancinhas e salgados (risos), de uma avó que não tinha papas na língua e falava o que pensava sem sequer se preocupar com o que as pessoas iam pensar. Que saudade de uma avó que andava descalça, que cuidava de plantas, que comia doce mesmo sendo diabética, que criou 10 filhos no peito e na raça.

Mesmo não estando mais neste planeta, o dia dos Avós sempre vai ter um significado especial.
02

E o Fortal 2017? Será que dá pra repetir?

Sabe aquela data que você passa um ano inteiro esperando!? Então…
Só quem curte (ou já curtiu) sabe dizer o sentimento de estar atrás de um trio elétrico. Neste ano assim como os anteriores fiz questão de comparecer. Foram quatro dias de muita alegria que nenhuma foto ou vídeo é capaz de transcrever. Melhor ainda quando se está bem acompanhado.

20294212_10154911823777426_6977959884054741594_n

20245352_10154911823672426_5949146740938266924_n

20245537_10154911823652426_7804141307347582789_n

20245913_10154911823697426_7609842001230024680_n

20258221_10154911823757426_8321996913217139839_n  20294300_10154911824027426_4704530914473566584_n

IMG_20170718_210224_738

Vem conferir o que rolou na 6ª Edição da Revista Estourada

E aí, turma. Tudo bem com vocês!?

Que alegra participar do lançamento da 6ª edição da Revista Estourada. Um projeto incrível, idealizado pela querida Camila Carla e que reúne um mix de música, moda, saúde, beleza e comportamento. Além de amigos, patrocinadores e convidados, o evento estava repleto de celebridade: Paloma Bernardi (capa desta edição), além de Lore ImprotaVivian Amorim e Munik Nunes (BBB), Solange Almeida, David Brasil e Walkiria Starley que deu um verdadeiro show.

IMG_20170718_210224_738 IMG_20170718_210228_178 IMG-20170718-WA0078

Nesta edição produzi duas entrevistas com ninguém menos que Júnior Vianna e a dupla Simone e Simaria.

RE01 RE02 RE03 RE04 RE05 RE06 RE07 RE08

20 incríveis imagens aquáticas que parecem ilustração

E aí, turma. Tudo bem com vocês?

Quem de vocês quando criança nunca sentiu vontade de criar um peixinho ou mesmo ter um aquário em casa? Eu particularmente passaria horas observando o visual exótico de algumas espécies, que atraem a atenção não somente pela aparência, mas pela leveza e graciosidade como se movimentam.

Água-viva, cavalo-marinho, tartarugas e peixes fazem a coleção de imagens extraordinárias deste post. O surpreendente colorido retrata a beleza aquática (e marinha) muitas vezes desconhecida por alguns de nós. Confere aê \o/

 p01 p02 p03 p04 p05

p06

p07 p08 p09 p10 p11 p12 Underwater Photography by Douglas Klug Santa Barbara,  CA klugd@cox.net p14 p15 p16 p17 p18 p19 p20

BÔNUS

O “Kuroshio Sea” é considerado um dos maiores aquários (tanques) do mundo. Ele fica em Okinawa (Japão) e possui aproximadamente 7500m³ de água.

Holi – As curiosidades sobre o festival das cores na Índia

E aí, turma. Tudo bem com vocês?

Já faz algum tempo que tenho um carinho especial pela cultura indiana. Conheci coisas bem interessantes graças as matérias do grande Arthur Veríssimo. E agora, por conta da viagem (e residência temporária) do amigo Guilherme Paiva à Jaipur, tenho acompanhado através de seus posts no instagram a realidade impressionante de uma cultura tão diferente da que vivemos. Curiosamente estava procurando imagens para produzir alguns posts quando de repente aparece esta:

imagem 01(Créditos: Arun Sankar K./AP)

Logo então veio a ideia de ler e postar algo sobre o Holi (ou Festival das Cores), que é um festival realizado anualmente na Índia entre os meses de fevereiro e março, comemorando a chegada da Primavera. Durante o evento as pessoas atiram tintas das mais diversas cores umas às outras, acompanhado de muita bebida, comida e música. Essa brincadeira começa quando crianças atiram as tintas aos pais e irmãos sendo que, no final, todos estão completamente pintados e coloridos.

imagem 06(Imagem: Kevin Frayer/AP)

O evento também é realizado em outros países como: Suriname, Guiana, Trindade, Reino Unido, Ilhas Fiji e no Nepal. Em Bengala Ocidental da Índia e do Bangladesh, é conhecido como Dolyatra (Doljatra) ou Boshonto Utsav ( “Festa da Primavera”). O principal dia, Holi, também conhecido como Dhulheti, Dhulandi ou Dhulendi, é celebrado por pessoas que atiram água e pó colorido uns aos outros. As pessoas cumprimentam-se dizendo “Holi Hai”. Holi é comemorado no dia de lua cheia do mês de Phalugna ou Falguna (Phalgun Purnima), que geralmente cai na parte posterior de fevereiro ou março. Em 2009, Holi (Dhulandi) está em 11 março. Dahan Holika e está em 10 março.

Curiosidades

01 – Cores e primavera

imagem 05(Imagem: Kevin Frayer/AP)

Holi é um festival indiano antigo, originalmente chamado de Holika, e com início muitos séculos antes de Cristo. O evento marca a chegada da primavera e é celebrado no fim de fevereiro ou no início de março.

02 – Bem vence o mal

imagem 04(Imagem: Kevin Frayer/AP)

O festival homenageia o deus Krishna e teve início como uma festa do triunfo do bem sobre o mal. Também promove a renovação dos relacionamentos de todas as castas e classes sociais com música, dança e pó colorido jogado no ar.

03 – Lenda de Holika e Prahlad

imagem 03(Imagem: Kevin Frayer/AP)

O demônio-rei Hiranyakashyap exigiu que todos em seu reino o adorassem, mas seu filho Prahlad se tornou devoto de Vishnu. Irritado, Hiranyakashyap pediu que sua irmã Holika, imune ao fogo, pegasse Prahlad no colo e o queimasse. Como Holika estava usando seus poderes para o mal, o plano falhou e Prahlad ficou ileso, enquanto Holika foi devorada.

04 – Cinzas e doces

imagem 02(Imagem: Kevin Frayer/AP)

Em algumas partes da Índia efígies de Holika são queimadas e os hindus acreditam que essas cinzas trazem boa sorte. Depois dos folguedos e muitas cores pelo corpo as pessoas se arrumam para encontrar amigos e parentes e trocar doces.

BÔNUS

Vlog do canal “Destino Incomum” falando sobre o festival. Confira!