[PAPO SÉRIO] Sobre amizade, músicas e saudade

01

Sabe aquele sono revigorante de sábado a tarde que te faz perder a noção do mundo? Pois é, acabo de acordar de um destes. Poucas coisas fazem tão bem a um ser humano como dormir bem. Mas este pequeno grande texto não é bem sobre isso. Talvez eu tenha acordado melancolicamente feliz e com saudade de algumas pessoas.

Assim como o sono, a certeza de uma amizade sincera faz bem a qualquer um. E quem não tem uma boa e saudosa amizade? Eu tenho várias por sinal, mal caberiam aqui neste texto se eu me arriscasse a citar todas as que me recordo. Talvez o destino se encarregue de não permitir a convivência diária com algumas das almas queridas de nosso coração, no intuito de nos dar a certeza de que alguns momentos ficarão indubitavelmente marcados na memória.

Sobre a Lívia Graziella

lívia

Devo conhecer a Lívia há pelo menos uns dez anos, foi na época que eu ainda morava em Brasília. A relação de professor e aluna se estendeu para a vida pessoal e aqui está até hoje. São tantas milhares de lembranças que eu mal posso selecionar apenas uma. Lembro de quando ficávamos acordados até tarde, dividindo um único computador (dela por sinal), salvando centenas de papel de parede para o celular (nunca usamos nem sequer a metade deles). Clicando em todos os vírus que era possível, e a tantas da madrugada sempre tinha um que gritava: – “Alô!”. Nesta época misturávamos as letras de “Devolva-Me” (Adriana Calcanhoto) com “Ternura” (Isabella Taviani).

Sobre o Edson Filho

edson

Conheci esta figura pessoalmente na época mais tenebrosa da minha vida (fim de relacionamento, quem nunca?). O maior de todos os viajantes que já vi nesta vida. Numa dessas viagens tive a grata honra de recebê-lo em casa para a comemoração do aniversário do Aviões do Forró. Quanto arrependimento, que criatura insuportável meu jesus! KKKK Lá vai então Edson e eu curtir uma festa na antiga casa de shows #Danadim… Fim de festa, eu já cansado esperando o taxi e reclamando da demora, quando Edson finge tirar o controle de um automóvel do bolso e diz: “Vamos, deixa que eu te levo no meu carro. QUI QUI (simulando o barulho do destravamento do alarme)”. Acho que poucas vezes eu ri tanto de uma idiotice na minha vida. É pouco provável que eu ouça a música “Comando” (harmonia do Samba) sem lembrar deste ser humano detestável.

Sobre a Daniella Campelo

Daniella

Conheci a Dani mesmo antes de conhecê-la. Apaixonado pela banda Styllus, ouvindo “Flertes” toca exaustivamente nas rádios de Caxias (MA), mal sabia eu que me tornaria amigo da grande voz que deu corpo a esse hit do forró romântico. Mundo que gira, tive o prazer de conhecer a Dani em um desses ‘forrós da vida’. Fora tantos outros momentos incríveis que já vivemos juntos, só posso me lembrar dela usando sua voz adocicada para cantarolar:

Forró aqui só presta se amanhecer o dia
Se amanhecer o dia, senão não tem valor

Enquanto isso sorríamos até do vento que soprasse em nosso redor esperando um cachorro quente pra matar a larica pós farra.

Sobre o Rivaldo Rocha

rivaldo

O careca mais lindo que já passeou por este planeta. A sensação que tenho quando o reencontro é que a irmandade de nossos corações rompe a barreira da vida terrestre, ainda que eu sofra um intenso processo de bullying e humilhações hahaha. Entre nós definitivamente não existe espaço para cobranças por não ter ligado, mandado uma mensagem ou feito um contato no dia a dia, a leveza de uma boa amizade assim se resume. Riva é a criatura mais alucinada pelo cantor Saulo que já vi nesta vida, não teria como lembrar uma música se não fosse esta…

Sobre a Luciana Souza

Luciana

Sempre tive a sorte de encontrar gente tagarela pra deixar minha vida menos monótona. Chegando em uma turma escolar nova, numa cidade nova e encarando de frente uma vida nova, a Lu foi uma das primeiras pessoas com quem pude socializar. Quase vinte anos depois ainda me lembro da menina baixinha de cabelos trançados, sentada a minha frente, com uma garrafa de água em forma de gelo. No fim da aula (ou na fuga de muitas delas), íamos sempre comer ‘bomba’ (salgado recheado bastante conhecido em algumas cidades) e sorrir da cara de quem quer que passasse em nossa frente. Nesta época a banda Noda de Caju estava no auge de seu sucesso, e tentávamos alcançar os “high notes” da então vocalista (Iara Pâmela).

Sobre a Mariana Miranda

mariana

Eu sinceramente nem sei por onde começar a falar dessa louca, a quem afetuosamente trato como “piranha”. Qualquer pessoa que esteja ao seu lado nas horas difíceis e nos momentos felizes é pra ser carregada por toda a vida. São zilhões de piadas internas e momentos engraçados (incluindo o fato de eu já ter cuspido cachorro quente em sua cara durante uma crise de riso, literalmente). Juntos, fomos ao show do Engenheiro do Hawaii em Brasília, mas na hora de voltar pra casa, cadê carona? Amargamos juntos o frio da capital federal até que o pai dela acordasse e fosse nos buscar, sentados no chão e ouvindo zilhões de vezes: – “Portaria, boa noite!”

Sobre o Guilherme Paiva

guilherme

A gente mora incrivelmente próximo e ao mesmo tempo a rotina diária faz parecer longe, já que não nos vemos com frequência. O Gui é o tipo de pessoa incrivelmente popular, que faz amizade até com o cachorro do dono do lava jato da esquina (ou com elefantes indianos, taí a foto pra não me deixar mentir). Daí já viu, conseguir uma brecha na disputada agenda desse moço é missão pra lá de impossível. O mais curioso de tudo é que ele certamente colocou algum tipo de rastreador no meu telefone celular, porque basta eu passar a ouvir com mais frequência algum artista e PAH! Dias depois lá está o Gui ouvindo o mesmo artista, assim foi com Florence, Diogo Nogueira, Roberta Sá…

Que amizades maravilhosas Deus me presenteou! Obviamente não cabe aqui todas as histórias e músicas que eu gostaria de relembrar… A vida é basicamente isto, viver momentos felizes, guardar na memória afetiva e relembrar (ou reviver) sempre que for possível.

 

02

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>