Quando a brincadeira de criança vira coisa de gente grande

Quando eu tinha aproximadamente 10 anos de idade, costumava brincar com meus irmãos Pedro e Luciana de “empresa”. Reuníamos meia duzia de revistas, papéis e canetas e juntos éramos acionistas da “Budweiser” (isto mesmo, achamos o nome interessante e resolvemos que eramos acionistas da empresa hahaha).
Na época eu transformei uma caixa de papelão em um ‘laptop’ (coisa que eu nunca tinha visto pessoalmente). Recortei cada letrinha do teclado, escrevi número e letras e colei sobre a tampa da caixa recortada. Pluft! Estava pronto meu teclado. A brincadeira de criança hoje é papo sério de adulto. Tornei-me Jornalista e posteriormente analista de marketing digital, onde busco realizar um trabalho sério, pautado por competência e máxima dedicação. O que era diversão infantil hoje já é quase uma década de assessoria de comunicação e produção de conteúdos digitais.
Gerenciamento de projetos junto Sony Music, P&G, Skol, Rede Globo (e outros tantos canais de TV), produção e assessoria em projetos de DVD’s musicais, uma infinidade de trabalhos com diferentes produtoras artísticas no nordeste e demais regiões, ações promocionais com imensuráveis de veículos de comunicação (rádio e TV).
Sem nenhum egocentrismo profissional ou falsa modéstia, ouso a dizer que sou um dos profissionais mais dedicados que conheço. Nos últimos anos tenho buscado crescer profissionalmente, cada passo visa equiparação aos profissionais a quem eu tanto admiro. As metas são ambiciosas e minha vontade de alcançá-las é ainda maior!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *