Bem vindos a era do Digital InfluencerzZZzZzZZZzzZz

E aí turma, tudo bem com vocês!?

Antes de qualquer reflexão que você faça acerca desse texto (não, eu não estou com recalque kkkk), gostaria de dizê-lo que meu coração está feliz, que desejo muuuuito sucesso para o meu semelhante, afinal acredito na lei de atração, então quanto mais coisas boas a gente emana, mais coisas boas a gente recebe em troca não é? Mas a pauta aqui é outra…

Estava ouvindo o comercial da Coca-Cola FM, onde uma promoção anunciava entusiasticamente que os ganhadores teriam direito a tirar fotos com vários influenciadores. Depois da febre das blogueiras de moda, me parece que assim como dengue e chikungunya (perdoem-me pela maldita comparação), se alastra pelo país o tal do vírus do “Digital Influencer“. Sim, realmente eu poderia listar pelo menos uma dezena de nomes conhecidos no ambiente digital (e fora dele) que possuem grande poder de persuasão e influencia sobre a grande massa.

page

Não sei se nos envergonhamos ou se sorrimos quando vemos a tal profissão (se é que dá pra chamar isso de profissão) na biografia de alguns perfis em redes sociais. O que me parece é que todo mundo resolver ser descoladinho, e com a ajuda do snapchat veio a febre de televisionar a própria vida, mostrar seus hábitos de consumo na tentativa de parecer celebridade da vida real. Miga, desculpa te informar, mas usar seu iphone (comprado em 36 parcelas) pra postar o que você come não te torna influenciadora de nada rs. Sua amiga tem menos seguidores que você mas é muito mais querida que você.

E a coisa piora de figura quando a gente se dá conta que este poder de influencia tem apenas um único objetivo: CONSUMO. Você precisa ter o cabelo da atriz, o iphone usado pelo jogador, o look postado pela blogueira, visitar aquele café badalado que a youtuber indicou… Já reparou que ninguém quer ser influenciador de coisas abstratas? Tipo, não vejo ninguém influenciando em respeitar o assento de idosos, não jogar lixo no chão, manter relacionamentos interpessoais saudáveis ou coisas desse gênero.

Por maiores que sejam os avanços tecnológicos ainda penso que estamos engatinhando em muitas coisas que precisam serem melhoradas. Então, na próxima vez que você tentar mostrar em foto ou vídeo de uma vídeo de uma vida que você aparenta (mas não tem), lembre que ser é muito mais prazeroso que ter. Influencie coisas boas, divulgue o bem, vale a pena!

“Nunca compre o que você não precisa, com o dinheiro que você não tem, pra mostrar pra quem você não gosta aquilo que você não é”

B_ZTIsCWYAAlAvA

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>