[PAPO SÉRIO] Universo Conectado

Há alguns dias esse vídeo apareceu em minha timeline, algo instintivo me tocou para que eu o salvasse e assim o fiz. Hospedei o link num post rascunho aqui no blog e assim ele permaneceu por alguns dias. Quando assisti fiquei surpreso pela maneira como me identifiquei com o seu conteúdo.

Mudando de assunto, hoje pela manhã um amigo me enviou um print de seu instagram em que um distinto senhor julgava o relacionamento da jornalista Fernanda Gentil com sua namorada. Segundo seus princípios religiosos ele não conseguia ver o amor entre pessoas do mesmo sexo. Bom, respeito a opinião embora não concorde, e mergulho num abismo descomunal de questionamentos internos.

Com o passar do tempo comecei a entender que o universo (ou mesmo este pequeno planeta azul em que vivemos) assim como o assunto do vídeo acima é um conjunto de partes interligadas, e tudo aquilo que emanamos incontestavelmente será enviado de volta a nós. Logo concluo que não tenho autoridade nenhuma pra julgar se Joana dorme com Maria, se Francisco reza o pai nosso e José prefere ler o Alcorão, se Priscila usa saia curta e Fadilah se sente confortável sob sua burca.

O que entendo é que enquanto insistirmos em exercitarmos o apedrejamento (seja ele físico ou virtual) por conta das diferenças, jamais entraremos em sintonia e viveremos harmoniosamente. Afinal, não nos compete julgar a causa que não vivenciamos. Minha mais constante preocupação é lapidar todas as minhas más tendências, os pontos negativos que se agarram a minha postura perante a sociedade. Uma vez que quero tanto viver em um mundo melhor preciso eu mesmo construir com minhas próprias mãos o espaço que quero estar.

Quanto as falhas e defeitos alheios… bom, cabe a cada um estar consciente de que para toda ação existe uma reação. A nós cabe o exercício do amor, da sensibilidade, da paciência e da gratidão por todas as coisas. Que possamos nos conectar apenas a aquilo que nos transforma em seres humanos melhores a cada dia.

ho’oponopono!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>