[PAPO SÉRIO] Sempre é tempo…

01

- “Tô assumidíssima…”

Li a declaração com uma sensação de leveza e felicidade inestimáveis. Não que tenha recebido a notícia como algo novo ou que a informação tenha me surpreendido. É que revirei num átomo de segundo o baú de memórias (tanto minhas quanto alheias) e lembrei o quanto é revigorante a gente se desprender de certas amarras.
E falando em amarras, a gente bem que deveria dia após dia, afrouxar os nós que prendem nossos juízos de valor. Vejamos: o que justificaria eu deixar de amar integralmente um ser humano (seja ele pai, mãe, primo, amigo ou o vendedor de sorvete da esquina) tão somente por conta da sua orientação sexual? Aliás, é bem pitoresco eu deixar de exalar amor apenas porque me incomodo se Antônia anda de mãos dadas com Júlia ou se Adriano beija afetuosamente a nuca de Joaquim.
Embora clichê, nunca é demais a gente colocar um ‘post-it’ na porta da geladeira para lembrar que a vida é curta demais para nos anularmos, nos privarmos de todas as possibilidades de ser feliz que esta existência nos oferece. E nem venha justificar seu atraso intelectual com um sonoro “ah, mas é minha opinião”, ultimamente tenho andado com muita preguiça de dar ouvidos a quem se perdeu nos becos e vielas da ignorância.

Os tempos são outros, guarde no baú seu preconceito que nossa felicidade quer desfilar.

 

hands
02

#TODOSPELAAMAZÔNIA

DIUapm_XgAAiSKz

Em mais um passo para exterminar a Amazônia, o presidente Michel Temer acabou, por decreto, com a Reserva Nacional de Cobre e seus Associados (Renca) – uma área do tamanho do estado do Espírito Santo, rica em ouro e outros minérios na divisa do Amapá com o Pará. A consequência direta será colocar em risco a proteção da floresta e das populações indígenas da região.

Sobrepostas aos 4,7 milhões de hectares da Renca existem também nove áreas protegidas: sete unidades de conservação e duas terras indígenas. A medida vai acelerar a chegada da mineração em áreas de floresta com alto valor para conservação e deixar a região aberta ao avanço do desmatamento e da grilagem de terras na Amazônia.

É o momento de parar com a pilhagem e extermínio da Amazônia! Vamos juntar nossas vozes para deixar claro que não aceitamos os planos do governo para a região.

O decreto da Renca comprova que o governo Temer não tem o menor interesse de dialogar com a sociedade, de ouvir as pessoas que vivem e tiram seu sustento da região – povos indígenas, extrativistas e pequenos agricultores. A decisão também deixa claro o plano do governo para a Amazônia: passar florestas públicas para a iniciativa privada, abrir novas fronteiras para mineração e petróleo e criar infraestrutura para escoar toda a produção.

Não aceitamos:

  • o enfraquecimento do licenciamento ambiental e da fiscalização sobre a mineração;
  • a ocupação de terras públicas de alto valor ambiental;
  • a anistia a crimes ambientais;
  • o ataque a direitos trabalhistas e sociais de populações camponesas e de trabalhadores rurais;
  • o não reconhecimento e demarcação de terras indígenas e quilombolas.

ASSINE A PETIÇÃO E IMPEÇA QUE A AMAZÔNIA VIRE UM DESERTO

Que tal uma dose de detox para as ideias?

Selecionando uma faixa na playlist maravilhosa do #Spotify (isso mesmo caros coleguinhas, finalmente me rendi aos encantos da musica via streaming), senti um alívio na alma em não precisar de televisão para me distrair após um intenso dia de trabalho.
Não que eu ache que não vale a pena ver TV a noite, se você é viciado em novelas então o encorajo a ir fundo. É que além de me trazer uma inexplicável sensação de bem estar, ouvir música não me deixa tenso ou furioso como ao saber que o governo pretende privatizar Aeroportos e a Eletrobras ou que um adolescente indisciplinado (indisciplinado fica por conta da minha gentileza para que não tenha que tratá-lo como o ser asqueroso que é) por um motivo injustificável deu um soco na cara de sua professora.
No meio de toda essa conclusão, me dei conta de que com um pouquinho de esforço a gente se poupa de certas coisas. Aliás, muitas coisas. Já parou pra refletir que desde o começo do dia, os telejornais em boa parte de suas notícias só abordam tragédia e desgraça? Não que eu ache que o mundo seja tão somente isso, mas definitivamente ando bem sem vontade de me abastecer de noticias ruins.
Faz as contas aí na sua casa se tiver interesse e tempo: assista a algum telejornal (em qualquer canal e o que mais lhe agradar), experimente contar quantas notícias foram anunciadas e quais delas são boas no seu ponto de vista.
Mas e aí, Fernandinho. Vou ficar desatualizado só por que tem notícias ruins nos noticiários? Bom, tenho quase certeza que não. Numa era em que a grande maioria nós tem um smartphone em mãos com acesso a internet, ninguém precisa consumir sua cota diária televisiva de tragédia para estar bem informado.
A questão vai muito além disto tudo. Já parou pra pensar a quem interessa que determinadas notícias vão ao ar? A quem elas podem beneficiar (ou atrapalhar)? A que tipo de interesse secundário elas interessam? Psicoses e teorias conspiratórias a parte, ando bem preocupado com meu estado de humor e padrão vibratório mental pra me encharcar dia após dia com conteúdos que não me acrescentam em absolutamente em nada.
Ah! Antes que eu me esqueça, a playlist a qual me referi logo acima se chama “laidback acoustic“. Quando estiver enjoado(a) de todo esse clima denso em que estamos mergulhados, aconselho que ouça e relaxe. Vale a pena!
open-your-mind

(Imagem: Reprodução)

Tá estressado(a)? Que tal meditar?

01

(Imagem: Reprodução)

Há uma frase atribuída a Gandhi que diz:

“Se um único homem chega à plenitude do amor, neutraliza o ódio de milhares”

Eu ainda não medito, infelizmente ainda não. O que não quer dizer que eu não tenha uma profunda admiração por todas as práticas que possam transformar nossa vida e nos tornar pessoas melhores. Descobri por meio do Instagram o canal da Mova Filmes e consequentemente os vídeos da Monja Coen.

Além de todas as dezenas de coisas maravilhosas que ela fala em suas palestras (tem uma playlist AQUI), constantemente ela reforça sobre a importância da meditação em nossa vida.

A meditação oferece inúmeras vantagens para seu corpo, mente e espírito. O descanso que você ganha na meditação é ainda mais profundo que o sono. E quanto mais profundo é seu descanso, mais dinâmica é sua atividade. A meditação tem dois benefícios importantes:

  • Previne o estresse futuro;
  • Libera o estresse acumulado em seu sistema.

Lendo um pouco mais sobre o assunto, encontrei outro vídeo bem agradável de assistir, com explicação de forma prática e didática.


Aos que encaram a meditação com descrença ou como algo banal, é valido reforçar que a prática desta atividade traz o padrão de ondas cerebrais ao estado Alfa, o que promove cura. A mente se torna mais delicada e renovada. Com a prática regular de meditação, conseguimos:

  • Diminuir a ansiedade;
  • Aumentar a estabilidade emocional;
  • Aumentar a criatividade;
  • Aumentar a alegria;
  • Desenvolver a intuição;
  • Ganhar mais clareza e paz na mente;
  • Os problemas se tornam pequenos;
  • Aguça a mente através do ganho de foco e a expande através do relaxamento.

Uma mente aguçada sem expansão causa tensão, raiva e frustração. Uma consciência expandida sem dinamismo pode levar a falta de ação/progresso. O equilíbrio entre a mente aguçada e a consciência expandida traz perfeição. A meditação o torna consciente e sua atitude interior determina sua felicidade.

040c6a76d7ba218223010a20878c2bb3

(Créditos na imagem)

[PAPO SÉRIO] Resignificando sentimentos

01

Com o tempo a gente entende que certas coisas mudam e algumas delas precisam ficar pra trás. Precisam mesmo pois do contrário a gente se cansa de arrastá-las pela vida afora, sem ao menos entender a necessidade de sustentar o enorme peso de cada uma delas. Poucas coisas nessa vida são capazes de explicar minhas mudanças comportamentais e as transformações do meu ponto de vista como uma das letras do saudoso Raul:

“Eu quero dizer agora o oposto do que eu disse antes
Prefiro ser essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”

Estamos aqui todos nós em mais um #DiaDosPais. Mesmo diante de sua controversa importância não se deve negar que para muitos a celebração deste dia tem lá seu simbolismo. Confesso que a data um dia já me assustou, me deslocou grosseiramente para longe da minha zona de conforto e me fez questionar muitas coisas. Hoje não mais. Com o passar do tempo a gente aprende racionalmente a abrir mão de certas coisas para poder alcançar paz de espírito.

Em certo episódio, escrevíamos na escola alguma mensagem bonitinha em um lenço de tecido a ser entregue no dia dos pais. Mas que pai? O que eu não tinha? Para algumas situações nós (adultos) precisamos dimensionar a sensibilidade e vivência de cada um. E tratar a situação com doses cavalares de pena não é ser empático, não sejamos estúpidos. Nenhuma criança (ou adolescente) merece ser vista como “coitada” apenas pelo fato de não ter pai. Diálogo e amor na medida certa já são mais que suficientes.

Nesse processo de substituição de sentimentos aprendi que nem todos os homens são iguais. Por meio de sua postura e de suas ações, alguns deles foram capazes de desconstruir tudo aquilo que eu tinha em mente sobre o descomprometimento paternal. Ao ganhar um sobrinho, fui pego de surpresa na percepção de um irmão que eu ainda não conhecia. Que mesmo tendo convivido toda uma vida ao seu lado, só agora percebi toda a essência de um cara cheio de responsabilidade, amor e cuidado com sua nova tarefa que é cuidar e educar uma criança.

pedros

Ano após ano busco compreender as incapacidades alheias, venho guardando as ‘pedras de julgamento’ em meu bolso para que não machuquem ninguém, afinal cada um acaba sendo o resultado das próprias escolhas. Sigamos em frente, e aos pais: um dia cheio de muito amor ao lado de seus filhos.

02

Conheça algumas das menores casas do mundo

E aí, turma. Tudo bem com vocês?

É bem provável que você não more numa mansão, mas de uma coisa eu tenho certeza: sua residência parecerá um verdadeiro palácio diante do que você verá abaixo. Trata-se das menores casas que existem no mundo. Confesso que dá uma certa sensação de claustrofobia mas até que são bem bonitinhas.

Apesar da falta de espaço, a grande vantagem de morar em uma dessas fofuras é a funcionalidade e praticidade no que diz respeito a decoração, organização e outros quesitos que só uma ‘casinha’ é capaz de proporcionar.

01 - Começamos o nosso passeio lá na Espanha. Nada como uma casa transportável, que pode ser colocada onde você quiser! A ideia foi concebida pelo escritório Ábaton, em Madrid, que projetou uma estrutura de 27 m² com baixos custos que acomoda duas pessoas com muito estilo. E a decoração??? A sala de estar com direito a portas de vidro, acabamentos simples e móveis proporcionais deixa a casinha ainda mais charmosa. O que acham?

01 02 03

(Fonte: Casa de Valentina)

02 - Esta na verdade não é uma casa, mas sim o “Das Park Hotel” (Ottensheim, Áustria). O espaço foi construído a partir de tubos de drenagem reutilizados e incrivelmente robustos. Pode não ser o quarto de hotel que você sempre sonhou em ter a sua beleza, mas será inesquecível com certeza. Curtiu?

04

(Fonte: Edreams)

03 - Que tal morar numa ‘casa que anda’!? Esta por exemplo é um Motorhome (literalmente uma casa sobre rodas, geralmente são ônibus ou vans adaptadas para ser uma casa. Independente do tamanho e luxo, um MotorHome no mínimo deve possuir: banheiro com chuveiro, pia e sanitário, cozinha com pia, fogão e geladeira, uma mesa que também se converte em cama. Ele é sempre autossuficiente, pois tem caixa d’água que alimenta o veículo com uma bomba ligada à bateria).

05

06

(Fonte: Tiny House Giant Journey)

04 - Se você é uma pessoa espaçosa então esta definitivamente não foi feita para você. Bastante estilosa, esta ‘micro residência’ com certeza deve ser uma das menores residências habitáveis da Alemanha.

07

(Fonte: Bored Panda)

05 - O escritor israelense, Edgar Keret, é o primeiro inquilino da casa mais estreita do mundo. Construída pelo arquiteto polonês, Yakubos, a casa ocupa uma estreita faixa de 1,2 metros, localizada entre dois prédios em Varsóvia, Polônia. Ela possui 2 níveis e todas as comodidades básicas para quem não sobre de claustrofobia.

08

09

10

11

(Fonte: O Buteco da Net)

[PAPO SÉRIO] Pequeno engasgo sobre a política do meu país

01

Embora eu esteja lendo um livro sobre política (Ridículo Político – Marcia Tiburi), realmente tenho andando sem vontade alguma de ver ou dialogar sobre o tema. Não que ache que o clichê “política não se discute” tenha algum fundamento neste contexto, é que realmente os fatos dos últimos anos vem fortalecendo em mim uma verdadeira “preguiça” sobre o tema.
Se antigamente usávamos a expressão “virar a página”, hoje em dia já “rolo a timeline” numa velocidade absurda quando vejo uma dessas notícias que me embrulha o estômago. E falando em notícia, ontem presenciamos mais um dos sombrios e pitorescos capítulos de nossa história.
Eu realmente não me importo se você é de direita/esquerda, se é conservador ou progressista, apenas tente acompanhar meu raciocínio: existem provas concretas (inclusive respaldadas pela perícia da polícia federal) de que um presidente está envolvido com corrupção passiva. Cabe ao STF (Supremo Tribunal Federal) iniciar investigações sobre o caso, só que para inicio do processo é necessário votação na Câmara para que deputados decidam (ou não) se o tal presidente deve ser investigado. Sim, caros colegas, é evidente que após tantos ‘jantares’ e acordos feitos às escondidas o resultado foi: NÃO VAI TER INVESTIGAÇÃO.
A todos nós que bradávamos “não vai ter golpe” resta admitir que teve golpe SIM. E golpe duplo, ou você realmente achou que o impeachment contra uma presidente democraticamente eleita alegando pedaladas fiscais era em nome do povo e do futuro do país? Pelo visto a novela de rasteiras contra o povo está bem longe de terminar.
Leis são feitas para favorecer quem as cria, partindo desta ideia é evidente que o esquema político a qual estamos submetidos trabalhará cada vez mais para blindar as velhos ratos que estão no poder, garantindo-lhes que as sedes do poder (leia-se Câmara e senado) sejam transformadas no quintal de suas casas, onde os mesmos fazem o que bem entendem.
Bom, para quem não queria falar sobre política já me estendi até demais. Se ainda me permitem uma observação: 2018 (ano que vem) teremos eleições, fiquem bem atentos quando lobos em pele de cordeiro baterem a porta de sua casa pedindo voto.
Segue o baile…

politica

02

10 curiosidades sobre a série Game of Thrones

01

E aí, turma, tudo bem com vocês?

Se você é amante de séries, muito provavelmente já deve ter ouvido falar na série ‘Game of Thrones’. A série de televisão que está em sua sétima temporada é uma produção do canal norte-americano HBO. Criada por David Benioff e D. B. Weiss, a história é baseada na popular saga de ficção científica escrita por George R. R. Martin chamada Song of Ice and Fire (As Crônicas de Gelo e Fogo, em português), e narra a guerra de dinastias pelo controle do continente Westeros.

E se você é mais um viciado na série, abaixo estão algumas curiosidade sobre a super produção:

01 – PROGRAMA DE TELEVISÃO MAIS POPULAR DO MUNDO

Segundo a Parrot Analytics, uma empresa de dados que mede a demanda mundial de audiência por conteúdo televisivo, GOT teria uma média diária global de 7.191.848 Demand Expressions (uma medida usada pela companhia para medir a audiência, assim como o compartilhamento entre as pessoas, as menções nas redes sociais e outros fatores para estimar a demanda de espectadores para vários programas), De acordo com o livro Guinness dos Recordes, essas cifras fazem com que Game of Thrones possa ser considerada a série mais popular no mundo atualmente.(Fonte: BBC)

02 – SÉRIE CAMPEÃ EM PIRATARIA

 Em 2016, o site de monitoramento TorrentFreak classificou Game of Thrones como o programa de TV mais baixado ilegalmente pelo quinto ano consecutivo. O final da sexta temporada, lançada em 26 de junho de 2016, foi compartilhado através de 350 mil canais piratas simultaneamente. Em segundo e terceiro lugar ficaram The Walking Dead e Westworld , respectivamente. (Fonte: Terra)

03 – SUCESSO NO TWITTER

A estreia da sétima temporada foi o episódio com maior atividade no Twitter da história, com 2,4 milhões de tuítes publicados durante a exibição do capítulo. A aparição do cantor Ed Sheeran levou grande parte do protagonismo da noite, com 7% dos tuítes tratando das cenas do ruivo. (Fonte: Veja)

04 – A LÍNGUA DOTHRAKI FOI CRIADA APENAS PARA A SÉRIE

Linguistas criaram mais de três mil palavras para que a língua Dothraki fosse usada no programa. Ela foi desenvolvida a partir de palavras presentes nos livros de George R.R. Martin com inspiração em outras línguas de países como Turquia, Rússia e Estônia. (Fonte: O Globo)

04

05 – OS DRAGÕES FORAM INSPIRADOS EM GANSOS E GATOS

Para criarem os dragões, algumas inspirações curiosas tiveram que ter sido feitas. Os dragões foram inspirados por gansos e gatos, exatamente pela equipe ter analisado o modo de vida dos animais para que a personalidade dos gigantes voadores fosse criada. De acordo com o supervisor de efeitos Sven Martin, da Pixomondo, a empresa de efeitos especiais que criou as versões para os três dragões Drogon, Rhaegal e Viserion de Daenerys: “nós olhamos para grandes animais como o ganso quando estão no chão, como eles jogam com suas asas por mais que não são capazes de voar “. Já para produzir um movimento de vôo autêntico para os dragões, Martin se inspirou nos morcegos: “tivemos uma grande metragem de morcegos voando muito perto em cima de uma superfície, de modo que se possa ver o que eles fariam com suas asas “. (Fonte: Fatos Desconhecidos)

06 – GEORGE R. R. MARTIN INTRODUZIU PERSONAGEM NA SAGA APÓS PERDER UMA APOSTA

Quando você joga o jogo dos tronos, ou você ganha, ou você morre… Graças aos deuses antigos e novos o caso de Martin não foi tão extremo. Isso mesmo, nosso bom e velho George andou apostando o que não devia. Pra quem não sabe, depois de escrever e matar personagens, o maior vício do mestre é o football. Certa vez ele apostou com seu amigo chamado Patrick St. Denis que os Dallas Cowboys terminariam a temporada por cima dos New York Giants. Acontece que não aconteceu bem desse maneira. Os Giants venceram, e George teve que acrescentar na história um personagem chamado Sor Patrek da Montanha do Rei, um dos homens da rainha Selyse alojado em Castelo Negro cujo brasão é um estrela azul semelhante ao símbolo dos Dallas Cowboys. “Coincidentemente”, Sor Patrek foi morto por Wun Weg Wun Dar Wun (aka Wun Wun), um gigante. Pois é. Se todos os personagens como esse que foram introduzidos ultimamente nas Crônicas de Gelo e Fogo (e não foram poucos) são resultados das derrotas do Martin em apostas, talvez seja melhor ele parar de apostar. (Fonte: Game Of Thrones BR)

07 – OS CABELOS PLATINADOS DE DAENERYS NÃO SÃO TINGIDOS

Mas também não são naturais, afinal Emilia Clarke tem os fios castanhos. O visual loiro-platinado da Mãe dos Dragões é conquistado com aplicação impecável de uma peruca. A olho nu, ninguém diz que aquele não é mesmo o cabelo dela. Palmas para a equipe responsável pelo figurino! (Fonte: Ign.com)

08 – OBERYN ADORMECEU DURANTE SUA CENA DE MORTE

Pascal, cujo personagem teve a cabeça esmagada, descreveu sua grande cena de morte em uma mesa-redonda da HBO com os personagens mortos de Game of Thrones. Segundo o ator, lhe disseram que ele ficaria bem desconfortável [na gravação], mas na verdade, ele “apenas desmaiou”. (Fonte: Huffpostbrasil)

09 – CORAÇÃO DE GELATINA

O “coração de cavalo” que a Daenerys comeu para Khal Drogo no seriado era na verdade uma massa de 1,5 kg de um doce parecido com as balas de goma de gelatina. (Fonte: Buzzfeed)

10 – CEGO (TAMBÉM NA VIDA REAL)

Quem diria… o ator que interpreta o personagem Maester Aemon, é realmente cego na vida real como seu papel na serie. (Fonte: Área Geek)

09

[PAPO SÉRIO] Gente que atrasa o mundo…

01

Fortaleza, sexta 28 de julho de 2017
É tão somente uma sexta como qualquer outra. Dezenas de pessoas se enfileira e se assemelham a bois num curral, sonolentas, apressadas e ansiosas ao contar cada minuto que falta para o início do expediente de trabalho.
Simbolicamente a fila se propõe a organizar a entrada, o que não quer dizer que na pratica vá funcionar quando se tem enorme contingente de passageiros para um ônibus com lugares limitados, partindo desse princípio é evidente que algumas pessoas não irão sentadas.
O ônibus se aproxima e o distinto senhor de camisa sem mangas e boné, aparentemente com idade entre 30 e 40 anos, provavelmente se considera mais astucioso e esperto que os demais ali presentes. Desloca-se simultaneamente ao ver o ônibus se aproximar, se arremessa na frente de uma moça (que a esta altura deve mentalmente experimentar um mix de surpresa e aborrecimento já que não consegue impedi-lo de passar) e senta confortavelmente em uma das cadeiras disponíveis.
Certamente deve ter pensado: “tão somente por hoje não irei para trabalhar em pé”. Eu, o julgador da vida alheia e observador de todas as coisas penso: “será mesmo que ele acha vantagem desrespeitar o senso de coletividade pra tirar vantagem própria?”
A esta altura se você me lê já deve ter pensado a necessidade de toda esta problematização por conta de uma simples furada de fila. Faz um mínimo de sentido se não fosse cotidiana esse tipo de atitude. Descumprir com processos básicos de organização para que vivamos melhor em sociedade. Além do mais atrapalha, encho saco e representa gastos na minha vida (e na sua também).
O que me parece é que o tão conhecido “jeitinho brasileiro” tem nos custado muito caro. E já que é pra problematizar, não custa ir direto ao ponto pra lembrar que comportamento de nossos políticos em ‘serem espertos’ durante negociatas regadas a propinas, somado ao pensamento de querer levar uma vida mais confortável que o resto da população, tem levado o país à ruína.
Do micro ao macro, esse tipo de questão tem me incomodado e me preocupado nos últimos anos por dois motivos bem simples: o desequilíbrio causado quando nós extrapolamos a tênue fronteira de onde termina meu dever e começa o direito do próximo bem como o fato de levar muito a sério a lei de ação e reação.
No fim tudo fica o questionamento: é realmente proveitoso e inteligente praticar essas pequenas espertezas do dia a dia?

02