Do começo ao fim…

E aí, turma! Tudo bem com vocês?
Demorei tanto a produzir esse texto que nem sei se ainda valeria a pena. Mas, por ser algo tão relevante na minha história não poderia passar em branco. Final do ano passado consegui concluir minha graduação em jornalismo. Foi a materialização de um sonho, longos anos de incontáveis trabalhos, provas, entrevistas, disciplinas, trabalhos… ufa!

Por uma séries de motivos pessoais optei por estudar em uma faculdade particular, optei também por não utilizar nenhum tipo de financiamento governamental. Fechei os olhos, e fui… com a coragem de quem sabia que a estrada seria longa (e realmente foi), mas com a determinação de quem sempre soube que uma grande conquista só é merecida por quem vai atrás dela.

Não me arrependi em momento nenhum em abraçar a comunicação social como profissão e como algo que já preenche minha vida há alguns anos. Aprendi muito durante todos esses anos, e como mencionei nos agradecimentos do meu TCC, a escolha do curso possibilitou que eu me transformasse não apenas num profissional mais empático, com dezenas de conhecimentos adquiridos nas mais diferentes áreas.

O melhor de tudo é saber que a vivência do jornalismo no ambiente acadêmico somado à convivência com professores e amigos que quem me relacionei neste tempo me tornou uma pessoa muito mais desconstruída e pronta para se relacionar com os mais diferentes grupos sociais sem grandes conflitos. Ao final de tudo isto uma das conclusões que cheguei é que talvez não tivesse me realizado ao escolher outro curso que não fosse este. Mas esta é apenas a primeira porta aberta na minha história profissional, muitas outras estão por vir e eu com certeza me sinto pronto e preparado para novas experiências e novos desafios. Avante!

198017_10151196076207426_1162409822_n

313279_10150303783852426_377018682_n

555282_10150891283802426_1479477028_n

_DSC3987 _DSC4062

_DSC4066

27067208_10155423228317426_8928390328897043087_n

WhatsApp Image 2018-01-30 at 18.42.52

Conheça 04 ferramentas para melhorar sua organização pessoal

book-pages-planner-calendar

(Imagem:VisualHunt.com)

O ano de 2018 começou a todo vapor e a gente logo traça algumas metas, pedidos e metas pessoais. Alguns deles acabam se perdendo ao longo dos meses por falta de estratégia e planejamento. Fazer novos cursos, cuidar da saúde e alimentação, administrar melhor as finanças ou melhorar o desempenho profissional podem ser desafios fáceis de serem executados, graças a algumas ferramentas que auxiliam a organização pessoal do dia a dia.

Se você é uma daquelas pessoas que tem 1001 coisas a fazer, mas acaba esquecendo ou não administrando bem o seu tempo, então este post é especial para você. Confere nas dicas abaixo alguns aplicativos e ferramentas que vão te auxiliar a ter um melhor desempenho nas tarefas e metas pessoais/profissionais.

01. PLANNER

Seja ele impresso ou digital, um planner é um ótimo recurso para a realização de projetos, acompanhamento de tarefas e execução de atividades. Encontrei duas opções muito interessantes, a primeira é do Viver de Blog, que além de gratuita para donwload pode ser impressa. Já o site Loja Donna Rita tem opções variadas (pagas).

02. WHATSAPP WEB

A comunicação pessoal e profissional definitivamente se tornou muito mais dinâmica depois da criação deste aplicativo de mensagens. E se você é um desses profissionais que utiliza o ‘Whats’ para resolver questões de trabalho, a melhor opção é utilizar a versão disponível para o seu computador. O aplicativo está disponível para navegador através do link web.whatsapp.com (neste link também é possível baixar o programa e instalar no computador).

03. G SUITE

Trata-se do serviço do Google que oferece versões de vários aplicativos do Google incluindo Gmail, Hangouts, Google Agenda, Drive, Docs, Planilhas, Apresentações, etc. Eu utilizo o Google Drive (serviço de armazenamento e sincronização de arquivos) e o Google Keep (serviço para anotações que permite a criação e acesso de notas em texto, áudio e vídeo) via celular ou via web).

04. TRELLO

Trello é a maneira gratuita, flexível e visual de organizar tudo, com quem quiser. O Trello é aparentemente simples, mas os cartões têm tudo o que você precisa para o seu trabalho. Faça comentários para receber feedback imediato. Carregue arquivos do seu computador, Google Drive, Dropbox, Box e OneDrive. Adicione checklists, etiquetas, prazos e mais. As notificações avisam sempre que acontecer alguma coisa importante.

 

ideias inspiradoras de móveis utilizando paletes

E aí, turma. Tudo bem com vocês?

Sabe aquela vontade de organizar a casa (e a vida pessoal) que a gente sempre renova no começo do ano? Pois é. Nada melhor do que botar fora aquilo que está ocupando espaço e dar uma renovada no ambiente, né? Vi a decoração que o amigo Erikison fez na sala de casa e achei MA-RA-VI-LHO-SA!

WhatsApp Image 2018-01-08 at 16.13.51(Imagem: Erikison Amaral)

Daí resolvi sair em busca de outras inspirações utilizando paletes (estrado, geralmente de madeira ou plástico, usado para empilhar e transportar materiais, que pode ser movimentado por uma empilhadora), achei ideias incríveis.

Desde armários para guardar utensílios até mesas e camas, os paletes são uma excelente ideia de decoração, apostando em economia e inovação. É importante lembrar que na fase de planejamento, faz toda a diferença verificar se o palete pode ser utilizado com segurança e que não tenha sido exposto à tratamento químico ou não está com cupim.

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

(Imagens: Reprodução/Pinterest)

[PAPO SÉRIO] Não gosta, não ouça…

01

Tenho atualmente 33 anos, completo 34 em abril do próximo ano. Por influência dos meus tios, desde muito pequeno acompanho o mercado fonográfico nacional. Tive o prazer de crescer ouvindo Raul Seixas, Jovem Guarda, João Mineiro e Marciano, Nelson Gonçalves e tantos outros artistas também pertinentes a minha idade.
Por percepção própria, observo que o brasileiro tem uma certa repulsa pela própria cultura, que ataca aparentemente sem causa específica a musicalidade que está enraizada em nossa história. A gente tem realmente o privilégio de morar em um país com ritmos como o frevo, maracatu, forró, xote, baião, xaxado, samba, pagode, funk, sertanejo.
Me lembro quando surgiu o fenômeno Mamonas Assassinas, a grande quantidade de críticos de música sem formação que jogou pedras no despretensioso som dos rapazes de Guarulhos.

Lembro também quando botinhas, shortinhos, cordinhas e bambolês explodiram junto com o grupo Gera Samba (que logo recebeu o nome de É o Tchan). Ai meu Jesus, onde vai parar o mundo com depois dessa tal de “Dança do Bumbum”? E estudos apontam que sem nenhum cataclismo, o mundo continua a girar normalmente (mesmo depois de todas as críticas à dança do bumbum).

O fenômeno “Rouge” invadiu a TV, as festinhas de final de semana, as rádios e nossas mentes com o refrão chiclete de “Ragatanga”. E logo os irmãos acharam por bem entender que a letra da música na verdade tinha mensagens subliminares satânicas (eu to aqui até hoje querendo ser possuído e nada).

E assim foi, ano após ano, muitos artistas vieram (alguns caíram no ostracismo) e o brasileiro continua com seu habitual costume de detonar tudo aquilo que não lhe agrada. O mais surpreendente é que no dia a dia dificilmente vejo alguém ouvindo João Gilberto ou Johann Sebastian Bach, e ainda que ouvisse isto não tornaria o paladar musical como referencia de superioridade sonora.
Esta semana a Anitta arrematou o projeto #XequeMate com o lançamento da música Vai Malandra.
O trabalho foi o ponto de partida para uma verdadeira batalha campal massificada por críticas, preconceito e opiniões vazias, como por exemplo a do respeitável (e não estou sendo irônico ao usar esse termo) Lulu Santos:

lulu santos

Ora, eu não ouso dizer que o conteúdo do post não faz sentido, entretanto, o que é que temos feito para que a inspiração das letras seja outra? Quem tá escrevendo letra de funk vai falar de quê? Sobre a beleza dos alpes suíços? A gente fala simplesmente daquilo que a gente vive. E já tá mais que na hora da gente parar de interpretar o papel de juiz de música popular e entender uma coisa: se você não gosta de determinado ritmo, a dica é simples: NÃO OUÇA.
Vai menina Anitta, o mundo é seu!

anitta-vai-malandra

02

menino-beija-namorado-aniversario-pablo-vittar

[PAPO SÉRIO] Você viu essa cena absurda?

Nesta semana uma verdadeira enxurrada de prints, links e vídeos dividiram opiniões de amigos e conhecidos em grupos de Whatsapp. Pra ser bem franco, eu que sou usuário e profissional das redes sociais, me questiono até onde é vantajoso as informações serem compartilhadas e se espalharem na velocidade da luz. O ‘crime': um garoto gay com 12 anos de idade resolveu comemorar o aniversário ao lado do namorado (de 14 anos), e ao que tudo indica, a imagem da drag Pabllo Vittar estaria estampada no bolo.

menino-beija-namorado-aniversario-pablo-vittar

Eu preciso que você preste bastante atenção nesta parte do texto antes de tirar alguma conclusão precipitada sobre este post: SIM, eu realmente considero precoce um relacionamento aos 12 anos de idade (estou com 33 anos e ainda estou descobrindo o que de fato é isso) e não tenho menor gabarito pra pagar de ‘juiz da idade certa’ pra namorar.

No meio de toda essa pauta entram questões complexas que em geral sequer pensamos em discutir, isso inclui obviamente a forma como a mídia e a publicidade influenciam na sexualização e adultizacão da infância e adolescência (mas não vou ficar falando disto, se você preferir tem dois links bem interessantes AQUI e AQUI).

No meio de toda a polêmica um ponto chave precisa ser questionado: a história visualizou por que ele tem 12 anos de idade ou somente pelo fato dele ser gay? Há algum tempo atrás a atriz mirim Larissa Manoela assumiu publicamente o namoro com um colega de elenco, vale ressaltar que naquele período a jovem tinha somente 12 anos de idade. Seja bastante sincero: você viu esta história viralizar da mesma forma?

larissa manoela

Só para mais uma vez tentar digerir e entender tudo isto: quando ao assistir uma cena de beijo entre duas crianças no filme “Meu Primeiro Amor” que é exibido exaustivamente na sessão da tarde, você também se apavora e pensa que o mundo está perdido ou acha tudo muito normal, afinal o contexto heterossexual da cena não incomoda e desconstrói suas ideias?

rehost_2016_9_13_4274983e-0fc9-4018-94d1-08a602f7afa4

A gente realmente precisa com muito respeito mútuo e empatia, sentarmos pra dialogar sobre uma infinidade de assuntos deste tipo. Desde que deixemos de lado a hipocrisia e o falso moralismo que se misturam nas letras de nossas opiniões, que por sinal estão cada dia mais sem rumo.

Você não vai querer que seu primeiro encontro seja assim…

E aí, turma. Tudo bem com vocês?
Como costumamos brincar, o Twitter é o ‘país’ onde acontecem as melhores histórias. E ontem a galera resolver desabafar sobre seus piores encontros românticos (que de românticos não teve nada), usando a hashtag #DateRuim. É melhor nem tentar explicar, dá só uma olhadinha nos posts:

Como é que a gente fica depois de ler todas essas histórias…

gifs-gifs-risadas-4

[PAPO SÉRIO] Educação? Pra quê?

01

WhatsApp Image 2017-10-31 at 08.40.31

Todos os dias pela manhã tenho o hábito de verificar minhas redes sociais (quem nunca?). Como de rotina o fiz hoje logo cedo, quando vi uma amiga compartilhar o link sobre a morte de um homem em frente a uma universidade. Seria apenas mais uma notícia dessas que já nem chocam mais, e até seria caso o crime não tivesse acontecido ontem a tarde, em frente a faculdade onde estudo.

Embora eu já soubesse da notícia por meio do whatsapp (com direito a foto, áudios e detalhes do triste acontecimento), somente hoje pela manhã pude refletir sobre o simbolismo da cena. Não vou e nem devo entrar nos motivos particulares que levam um indivíduo a se envolver com drogas, no entanto é perturbador a maneira como o estado “empurra” o cidadão pra esse trágico destino, a partir do momento que lhe nega acesso a educação.

Há alguns anos subo essas escadas quase que diariamente, na tentativa de me tornar um ser humano e um profissional melhor. Me sinto incomodado que outras pessoas não possuam as mesmas condições que eu. Quão irônico e surreal ver alguém ser assassinado a tiros aos pés de uma instituição de ensino. Quantas vidas seriam poupadas se pudéssemos ver a educação democratizada no país?

Preciso alertar que talvez as postagens do meu blog se tornem um tanto repetitivas até o próximo ano, mas não dá pra ficar inerte às vésperas de um ano eleitoral quando se vive num país que só 14% dos brasileiros adultos tem acesso ao ensino superior. Não dá pra imaginar que é possível diminuir o ritmo alarmante da violência numa nação que corta 4 bilhões que deveriam ser destinados à educação e ainda tem um deputado federal que afirma que “quem não tem dinheiro não faz faculdade”.

Volto a repetir: deputados, senadores e afins, carregam as mãos sujas de sangue das vidas que se perdem todos os dias, por conta de um pais onde falta tudo e sobra corrupção.

02

[PAPO SÉRIO] Sobre amizade, músicas e saudade

01

Sabe aquele sono revigorante de sábado a tarde que te faz perder a noção do mundo? Pois é, acabo de acordar de um destes. Poucas coisas fazem tão bem a um ser humano como dormir bem. Mas este pequeno grande texto não é bem sobre isso. Talvez eu tenha acordado melancolicamente feliz e com saudade de algumas pessoas.

Assim como o sono, a certeza de uma amizade sincera faz bem a qualquer um. E quem não tem uma boa e saudosa amizade? Eu tenho várias por sinal, mal caberiam aqui neste texto se eu me arriscasse a citar todas as que me recordo. Talvez o destino se encarregue de não permitir a convivência diária com algumas das almas queridas de nosso coração, no intuito de nos dar a certeza de que alguns momentos ficarão indubitavelmente marcados na memória.

Sobre a Lívia Graziella

lívia

Devo conhecer a Lívia há pelo menos uns dez anos, foi na época que eu ainda morava em Brasília. A relação de professor e aluna se estendeu para a vida pessoal e aqui está até hoje. São tantas milhares de lembranças que eu mal posso selecionar apenas uma. Lembro de quando ficávamos acordados até tarde, dividindo um único computador (dela por sinal), salvando centenas de papel de parede para o celular (nunca usamos nem sequer a metade deles). Clicando em todos os vírus que era possível, e a tantas da madrugada sempre tinha um que gritava: – “Alô!”. Nesta época misturávamos as letras de “Devolva-Me” (Adriana Calcanhoto) com “Ternura” (Isabella Taviani).

Sobre o Edson Filho

edson

Conheci esta figura pessoalmente na época mais tenebrosa da minha vida (fim de relacionamento, quem nunca?). O maior de todos os viajantes que já vi nesta vida. Numa dessas viagens tive a grata honra de recebê-lo em casa para a comemoração do aniversário do Aviões do Forró. Quanto arrependimento, que criatura insuportável meu jesus! KKKK Lá vai então Edson e eu curtir uma festa na antiga casa de shows #Danadim… Fim de festa, eu já cansado esperando o taxi e reclamando da demora, quando Edson finge tirar o controle de um automóvel do bolso e diz: “Vamos, deixa que eu te levo no meu carro. QUI QUI (simulando o barulho do destravamento do alarme)”. Acho que poucas vezes eu ri tanto de uma idiotice na minha vida. É pouco provável que eu ouça a música “Comando” (harmonia do Samba) sem lembrar deste ser humano detestável.

Sobre a Daniella Campelo

Daniella

Conheci a Dani mesmo antes de conhecê-la. Apaixonado pela banda Styllus, ouvindo “Flertes” toca exaustivamente nas rádios de Caxias (MA), mal sabia eu que me tornaria amigo da grande voz que deu corpo a esse hit do forró romântico. Mundo que gira, tive o prazer de conhecer a Dani em um desses ‘forrós da vida’. Fora tantos outros momentos incríveis que já vivemos juntos, só posso me lembrar dela usando sua voz adocicada para cantarolar:

Forró aqui só presta se amanhecer o dia
Se amanhecer o dia, senão não tem valor

Enquanto isso sorríamos até do vento que soprasse em nosso redor esperando um cachorro quente pra matar a larica pós farra.

Sobre o Rivaldo Rocha

rivaldo

O careca mais lindo que já passeou por este planeta. A sensação que tenho quando o reencontro é que a irmandade de nossos corações rompe a barreira da vida terrestre, ainda que eu sofra um intenso processo de bullying e humilhações hahaha. Entre nós definitivamente não existe espaço para cobranças por não ter ligado, mandado uma mensagem ou feito um contato no dia a dia, a leveza de uma boa amizade assim se resume. Riva é a criatura mais alucinada pelo cantor Saulo que já vi nesta vida, não teria como lembrar uma música se não fosse esta…

Sobre a Luciana Souza

Luciana

Sempre tive a sorte de encontrar gente tagarela pra deixar minha vida menos monótona. Chegando em uma turma escolar nova, numa cidade nova e encarando de frente uma vida nova, a Lu foi uma das primeiras pessoas com quem pude socializar. Quase vinte anos depois ainda me lembro da menina baixinha de cabelos trançados, sentada a minha frente, com uma garrafa de água em forma de gelo. No fim da aula (ou na fuga de muitas delas), íamos sempre comer ‘bomba’ (salgado recheado bastante conhecido em algumas cidades) e sorrir da cara de quem quer que passasse em nossa frente. Nesta época a banda Noda de Caju estava no auge de seu sucesso, e tentávamos alcançar os “high notes” da então vocalista (Iara Pâmela).

Sobre a Mariana Miranda

mariana

Eu sinceramente nem sei por onde começar a falar dessa louca, a quem afetuosamente trato como “piranha”. Qualquer pessoa que esteja ao seu lado nas horas difíceis e nos momentos felizes é pra ser carregada por toda a vida. São zilhões de piadas internas e momentos engraçados (incluindo o fato de eu já ter cuspido cachorro quente em sua cara durante uma crise de riso, literalmente). Juntos, fomos ao show do Engenheiro do Hawaii em Brasília, mas na hora de voltar pra casa, cadê carona? Amargamos juntos o frio da capital federal até que o pai dela acordasse e fosse nos buscar, sentados no chão e ouvindo zilhões de vezes: – “Portaria, boa noite!”

Sobre o Guilherme Paiva

guilherme

A gente mora incrivelmente próximo e ao mesmo tempo a rotina diária faz parecer longe, já que não nos vemos com frequência. O Gui é o tipo de pessoa incrivelmente popular, que faz amizade até com o cachorro do dono do lava jato da esquina (ou com elefantes indianos, taí a foto pra não me deixar mentir). Daí já viu, conseguir uma brecha na disputada agenda desse moço é missão pra lá de impossível. O mais curioso de tudo é que ele certamente colocou algum tipo de rastreador no meu telefone celular, porque basta eu passar a ouvir com mais frequência algum artista e PAH! Dias depois lá está o Gui ouvindo o mesmo artista, assim foi com Florence, Diogo Nogueira, Roberta Sá…

Que amizades maravilhosas Deus me presenteou! Obviamente não cabe aqui todas as histórias e músicas que eu gostaria de relembrar… A vida é basicamente isto, viver momentos felizes, guardar na memória afetiva e relembrar (ou reviver) sempre que for possível.

 

02

#ViralFake – Você é o que você compartilha

Outro dia enquanto deslizava a timeline do meu instagram (segue lá > @blogdonandico) me deparei com essa foto… Não foi a primeira nem muito menos a segunda que eu a vi ‘passear’ pelas redes sociais. Na legenda dizia que o noivo sofria de paralisia e que seus amigos o ajudaram a ficar de pé para que pudesse beijar a noiva na hora do casamento.

22221250_1926351770915702_496344700106571776_n

Bom, pra quem é “barata de internet” feito eu, logo achei meio sem necessidade tantas pessoas para segurar um único homem. Notei ainda que o primeiro da fila que o segurava, não parecia estar fazendo tanto esforço assim para mantê-lo de pé. Logo pensei: “saporra é mentira e dezenas de pessoas compartilham isso achando tudo muito lindo, vou atrás pra descobrir se é verdade”.

Logo usei o sistema de busca de imagens do google (onde é possível fazer o upload de qualquer tipo de imagem, descobrindo informações sobre ela e imagens similares). Dito e feito! Logo cheguei ao site Snopes e descobri a verdade por trás da história.

ORIGEM

A imagem foi publicada em 12 de dezembro de 2016 por um usuário através de um tópico no forum Reddit. Achando tudo muito fofinho, uma usuária do twitter publicou a imagem que acabou se tornando um viral. O parecia a imagem de superação e amizade, na verdade era somente a imagem da celebração de união do casal Rita Shaw e seu marido Jared. Ao ser publicada no instagram, a imagem levava a seguinte legenda:  “Dia dos Fundadores Felizes para o bom Bruhz #RQQ”. O segredo estava na hashtag #RQQ, que representava “Omega Psi Phi”, uma fraternidade internacional que foi fundada em 1911 pelos estudantes da Universidade de Howard.

Bastante comuns nos Estados Unidos, uma fraternidade (Fraternity, o seu nome original em inglês, vem de “frater”, que em latim significa irmão) é uma prática acadêmica muito antiga, trata-se de um clube ou uma associação de jovens estudantes unidos por um mesmo interesse. Os seus companheiros de fraternidade serão uma companhia constante durante os seus anos de universidade no exterior e virarão amigos para a vida inteira.

Taí a explicação para que os amigos de Jared estivessem abraçando-o na imagem. Eu lamento estragar a história, e se você ainda assim tiver em duvida, estão aqui algumas imagens do noivo em pé (por conta própria e sem precisar sem nenhum auxílio).

groom-held-up groom-held-up-by-groomsmen paralyzed-groom

Se eu pudesse lhe dar uma dica seria: desconfie de todas as coisas que você vê na internet. Levando em consideração que estamos as vésperas de ano eleitoral, não custa nada pesquisar se aquela “corrente de informação recebida no grupo do whatsapp” é verdade. Fiquem espertos, nem tudo o que parece, é”

Com informações: Snopes | Brasil Escola |